Palestra: Serverless: Fazendo Sentido com um Paradoxo de Cloud

Track: Arquiteturas de Vanguarda

Sala: Londres

Horário: 3:05pm - 3:50pm

Dia da semana: Quarta-feira

Nível: Intermediário

Persona: Arquiteto(a), Desenvolvedor(a) Programador(a), Desenvolvedor(a) Sênior, Gerente de Operações, Gerente de Produto, Gerente de Projetos, Gestão (VP, CTO, CIO, Diretoria), Líder Técnico(a)

Apresentação em Português

Compartilhe essa página no:

Pontos Principais

  • Quando, como e por quê adotar tecnologias serverless;
  • Como um runtime serverless funciona;
  • Melhores práticas para desenvolvimento de functions.

Resumo

"Serverless" pode ter diversos significados. Mas independente do que qualquer um diga, uma coisa é certa: existem servidores por trás disso. Entender quando, como e por quê adotar tecnologias serverless é o principal objetivo desta palestra. Para isso, observaremos os três pilares: event-driven, micro-billing, self-scaling abstract infrastructure, e complementaremos o entendimento com a distinção da experiência dos desenvolvedores e como isso impacta positivamente a produtividade deles. Por fim, analisaremos alguns padrões arquiteturais que podem ajudar na adoção inicial da tecnologia e também em projetos e sistemas existentes.

Palestrante: Bruno Borges

Principal Cloud Advocate at Microsoft

Bruno lidera o time de developer advocates para Java na divisão de Developer Relations e Advocacy do Microsoft Azure, membro de longa data da comunidade Java com contribuições em projetos open source da Apache, JavaFX e outros, e anteriormente parte do time de Gestão de Produto para Java EE e Developer Relations de Cloud da Oracle. Veja mais em https://brunoborges.io

Encontre mais informações sobre Bruno Borges em

Tracks

Segunda-feira, 6 de maio

Terça-feira, 7 de maio

Quarta-feira, 8 de maio