Você está visualizando o site de uma EDIÇÃO PASSADA do QCon.

Palestra: Solucionando Problemas de Microsserviços com Service Mesh: Istio e Envoy

Track: Microservices: Melhores Práticas e Padrões

Sala: 3 Pequim

Horário: 10:50am - 11:35am

Dia da semana: Segunda-feira

Nível: Intermediário

Persona: Arquiteto(a), Desenvolvedor(a) Programador(a), Desenvolvedor(a) Sênior, DevOps, Líder Técnico(a)

Apresentação em Português

Share this on:

Pontos Principais

  • Design patterns para arquiteturas distribuídas;
  • Como a Service Mesh te auxilia a resolver problemas comuns na arquitetura de microserviços;
  • Como solucionar de maneira global problemas como tracing, circuit breaking, roteamento, entre outros.

Resumo

Microsserviços são difíceis. Essa é a conclusão que qualquer desenvolvedor tem quando finalmente implanta este tipo de arquitetura em produção. Projetos open source pioneiros como os disponibilizados pela Netflix (Netflix OSS) ajudaram muito a solucionar problemas que antes não haviam em sistemas centralizados - e rapidamente tornaram-se onipresentes em qualquer discussão sobre microsserviços.

Entretanto, a difusão do conhecimento de sistemas distribuídos evoluiu muito na última década. Bibliotecas específicas de uma linguagem (Java) e a repetida implementação dos mesmos padrões de soluções em múltiplos artefatos demandaram novas abordagens: ao invés de tentar resolver problemas em nível de aplicação, delegamos estas soluções à infraestrutura.

É diante deste cenário que a Service Mesh Istio foi criada. Utilizando o Envoy como implementação de sidecar padrão, o Istio permite que você aplique de modo ortogonal diferentes tipos de soluções distribuídas em toda a sua rede de artefatos. Problemas como tracing, circuit breaking, roteamento, injeção de falta e autenticação podem ser solucionados de modo global, e não implementado individualmente em cada microsserviço.

Presencie nesta palestra repleta de demos como Istio e Envoy podem revolucionar a solução de problemas de aplicações distribuídas. Demonstraremos funcionalidades como traffic shaping, fault-injection, A/B testing, dark launches, mirroring, e muito mais.

Palestrante: Edson Yanaga

Diretor de Experiência do Desenvolvimento na Red Hat

Tracks

Segunda-feira, 4 de maio

Terça-feira, 5 de maio

Quarta-feira, 6 de maio

  • Microservices: melhores práticas e padrões

    Frameworks modernos e os desafios de implantação, gestão e pós-produção

  • Software Supply Chain

    Todas as fases do ciclo de vida de um artefato de software, do primeiro commit até o deployment. Segurança, observabilidade, genealogia e gestão de toda a sua cadeia de suprimentos de software

  • Data Science aplicada

    Tecnologias e as boas práticas da ciência de dados trazendo ganho e diferencial competitivo para grandes empresas.

  • Linguagens Contemporâneas

    Linguagens e plataformas emergentes, com ênfase em linguagens projetadas para alta concorrência e sistemas distribuídos.

  • Levando sua carreira para o próximo nível

    Habilidades e estratégias para destravar sua carreira e potencializar seu desenvolvimento profissional.

  • Solutions Track #3

    Conheça soluções, ferramentas e técnicas de empresas parceiras do QCon São Paulo.